Float valor

Grandes Pregadores Falam Sobre Santidade

Disponibilidade: Em estoque

R$39,90

Consulte o prazo estimado e valor da entrega

Não sei meu CEP
https://www.youtube.com/watch?v=1f-txfueNTs

Descrição

Quatro dos maiores pregadores de toda a história da Igreja estão reunidos nesta obra para tratar de um tema imprescindível para a Igreja de Cristo: a santidade dos filhos de Deus.  

  • Textos de George Whitefield (1714–70), John Wesley (1703–91), Jonathan Edwards (1703–58) e Charles Spurgeon (1834–92) 
  • Sermões de dois ou três séculos atrás que abordam temas atuais 
  • Separado em três partes: doutrina, religião interior e santidade prática 
  • Biografia de cada um dos autores

George Whitefield (1714 – 1770): Um pastor anglicano itinerante, que ajudou a espalhar o Grande Despertar na Grã-Bretanha e, principalmente, nas colônias britânicas norte-americanas.
Seu ministério teve enorme impacto sobre a ideologia americana, foi um dos ministros cristãos mais dinâmicos e conhecidos do século 18. Os jornais da época o chamavam de “maravilha da era”.

Foi o ministro da igreja Anglicana que, com sua personalidade e habilidade oratória, teve participação fundamental no movimento que ficou conhecido como “O Grande Despertamento”. 

Conhecido como o “príncipe dos pregadores ao ar livre”, foi o evangelista mais conhecido do século XVIII.  

Pregou durante 35 anos na Inglaterra e nos Estados Unidos, quebrou as tradições estabelecidas a respeito da pregação e abriu o caminho para a evangelização de massa.

 

Jonathan Edwards (1703– 1758): Foi pregador congregacional, teólogo calvinista e missionário aos índios americanos, e é considerado um dos maiores filósofos norte-americanos, antes de tudo, um pregador convincente e pastor cuidadoso.  

Foi o único filho homem entre 11 crianças do casal Timothy e Esther Edwards. 

A vida desse avivalista é um grande exemplo de consagração a Deus no desenvolvimento de seu intelecto, permitindo ao Senhor usá-lo como instrumento em Suas mãos. 

O trabalho teológico de Edwards é muito abrangente, com sua defesa da teologia reformada, a metafísica do determinismo teológico, e a herança puritana. 

O sermão de Edwards “Pecadores nas Mãos de um Deus Irado”, é considerado um clássico da literatura americana inicial, o que ele fez durante outra onda de renascimento em 1741. 

Em 1758, assumiu o posto de presidente da Universidade de Princeton, mas, alguns meses após sua chegada, contraiu varíola, vindo a falecer em 22 de março de 1758, aos 53 anos. 

 

Charles Haddon Spurgeon (1834 – 1892): Conhecido como “príncipe dos pregadores”, foi um dos maiores evangelistas do século 19.
Em pouco tempo Spurgeon se tornou uma figura célebre ao redor do mundo e foi reconhecido como uma das mentes mais brilhantes de sua época.

Após mais de 100 anos de sua morte, seu exemplo de fé e prática do evangelho ainda continua inspirando milhares de cristãos ao redor do mundo.

 

John Wesley (1703 – 1791): Nascido em 17 de junho de 1703, em Epworth, na Inglaterra, John Wesley era filho de Samuel Wesley, um sacerdote anglicano, e Susanna Wesley, que teve grande influência na vida dos seus 19 filhos, especialmente de John.  

E todos aprenderam a ficar em silêncio, e a serem obedientes e trabalhadores. Ela separava uma hora por semana para estar a sós com cada um dos filhos, para conversar sobre temas de fé e vida cristã.  

Foi um clérigo anglicano e teólogo arminiano, cristão britânico, líder precursor do movimento metodista e, ao lado de William Booth, um dos dois maiores avivacionistas da Grã-Bretanha. 

John Wesley iniciou seus estudos em Oxford, onde começou a se reunir com um grupo de estudantes para meditação bíblica e oração, sendo conhecidos pelos colegas universitários como “Clube Santo 

Nesse grupo Wesley e seu irmão Charles iniciaram visitas e evangelismos em presídios. Wesley passou então a se interessar mais pela questão social de seu país e a miséria que a Inglaterra vivia na época. 

Wesley pregava aos operários em praças e salões – muito embora ele não gostasse de pregar fora da Igreja. E tornou-se conhecidíssima esta sua frase: “o mundo é a minha paróquia”. 

Wesley andava por toda a parte a cavalo, conquistando o apelido de ‘O Cavaleiro de Deus’. Calcula-se que, em 50 anos, Wesley tenha percorrido 400 mil quilômetros e pregado 40 mil sermões, com uma média de 800 sermões por ano. John Wesley deixou um legado de 300 pregadores itinerantes e mil pregadores locais. 

A disciplina rigorosa e a ética do trabalho impecável, incutidas por sua mãe desde cedo em sua vida, foram benéficas para Wesley como pregador, evangelista e organizador de igrejas. 

Seu último sermão aconteceu no dia 23 de fevereiro de 1791, e em 2 de março, John Wesley descansou no Senhor. Na noite anterior, cantou louvores ao Senhor, dizendo: “O melhor de tudo é que Deus está conosco!”. 

 

Acabamento: Capa Dura
Peso: 0,430 kg
Dimensões: 20,5 cm x 13,5 cm
Páginas: 256 

 

Informação adicional

Peso 0.43 kg
Dimensões 2 × 13 × 21 cm
SKU: 9781646410200
Categorias: , , ,
Páginas 256
Acabamento Capa dura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Adicione uma avaliação

O seu endereço de e-mail não será publicado.